Ministério do Interior fornece produtos expirado a família do jovem que foi morto pela Policia.

No dia 9 de maio, António vulola jovem de 22 anos de idade morador do bairro huambo em Luanda, foi morto as 22 horas, pelos agentes da polícia e militar por falta de uso de máscara.

Em uma informação disponibilizada para a nossa equipa, hoje, dia 14 de Maio. Uma fontes próximas a família do Jovem António vulola informou-nos que o Ministério do Interior disponibilizou produtos expirados.

Segundo a fonte, fez-se o uso do produto sem constatar primeiro a data de validade e em consequência, os produtos disponibilizados, estavam todos expirados e trouxe disenteria a quase todos  presentes no óbito.

Sobre o feijão disponibilizado, a fonte infomou-nos que foi posto ao fogo as 17 horas e só ficou pronto as 03 horas do dia seguinte.

Ministério do Interior fornece produtos expirado a família do jovem que foi morto pela Policia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui