Rússia conta exportar para vários países primeiro antiviral eficaz contra covid-19. A Rússia aprovou um medicamento anti-influenza, o Aviifavir, para tratar o Covid-19 e começará a entregá-lo aos hospitais este mês, segundo o fundo soberano da Rússia.

O fundo, RDIF, financiou o desenvolvimento e a produção russa do medicamento, que é baseado no favipiravir, um medicamento anti-influenza desenvolvido no Japão sob o nome Avigan, em uma joint venture 50-50 com a empresa farmacêutica russa ChemRar.

Ensaios preliminares pareciam mostrar que isso poderia reduzir o tempo de recuperação de pacientes com Covid-19. A fase final dos testes clínicos do Avifavir envolvendo 330 pacientes está em andamento, disseram RDIF e ChemRar na segunda-feira, mas o Ministério da Saúde da Rússia no sábado já aprovou temporariamente o uso do medicamento como tratamento para o coronavírus.

LEIA TAMBÉM : COVID-19 chega à Viana o município mais populoso de Luanda

“É um grande passo em frente”, disse Kirill Dmitriev, CEO da RDIF, à CNBC na segunda-feira.

“Acreditamos que agora existem apenas dois medicamentos antivirais contra o vírus que são realmente eficazes, os remdesivir, feitos pelos EUA, e esse favipiravir, que também tem uma promessa significativa”, disse ele à “Squawk Box Europe” da CNBC.

O RDIF e o Grupo ChemRar disseram na segunda-feira que entregarão 60.000 cursos de Avifavir a hospitais russos em Junho, promovendo-o como um dos primeiros tratamentos de coronavírus do mundo a serem aprovados.

“O avifavir é o primeiro medicamento Covid-19 da Rússia e demonstrou alta eficácia no tratamento de pacientes com coronavírus durante os ensaios clínicos. O Avifavir recebeu um certificado de registro do Ministério da Saúde da Federação Russa. Assim, o avifavir se tornou o primeiro medicamento à base de favipiravir no mundo aprovado para o tratamento do Covid-19 ”, disseram eles no comunicado.

De acordo com dados recebidos de um ensaio clínico anterior da droga, 65% dos 40 pacientes apresentaram resultado negativo para coronavírus após cinco dias de tratamento, o que foi duas vezes maior do que no grupo de terapia padrão, disseram RDIF e ChemRar no mês passado.

A Rússia tem o terceiro maior número de casos confirmados de coronavírus do mundo, com 405.843, segundo dados coletados pela Universidade Johns Hopkins. O número oficial de mortos permanece baixo, porém, em 4.693.

Rússia conta exportar para vários países primeiro antiviral eficaz contra covid-19

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here