Cidade italiana “livre de pandemia” vende casas por um euro

Cinquefrondi, uma vila italiana na região sul de Calábria, está a vender casas pela módica quantia de apenas um euro, sim, é verdade. Esta medida visa reverter a tendência de despovoação, causada pelo facto de os jovens saírem da cidade em busca de trabalho, avança a CNN’.

A vila, agora conhecida como «livre de Covid», depois de ter conseguido destruir definitivamente o vírus, espera conseguir melhorar a sua visibilidade, com a implementação desta iniciativa.

O presidente de Cinquefrondi, Michele Conia, considera a medida tão séria, que a classificou como «operação beleza».

«Encontrar novos proprietários para as muitas casas abandonadas que temos é uma parte essencial desta missão que lancei para recuperar partes degradadas e perdidas da cidade», disse citado pela ‘CNN’.

«Eu cresci na Alemanha, para onde os meus emigraram, depois voltei para salvar a minha terra. Muitas pessoas fugiram daqui ao longo dos anos, deixando para trás casas vazias. Não podemos sucumbir à renúncia», reforçou Conia.

Apesar de estar cercado pela beleza natural do acidentado Parque Nacional de Aspromonte, com vista para as costas jónica e tirreno, o cenário urbano de Cinquefrondi é marcado por moradias em ruínas, segundo o seu presidente.

Conia à ‘CNN’

«Subimos entre as colinas refrescantes, um rio intocável corre nas proximidades e as praias ficam a apenas 15 minutos de carro. Mas todo o bairro da minha cidade está abandonado, com casas vazias que também são instáveis ​​e arriscadas», lamenta Conia à ‘CNN’.

Cinquefrondi não registou nenhum caso de coronavírus entre os seus residentes e está localizada, numa das regiões com os níveis de contágio mais baixos de Itália.

O acordo habitacional aqui funciona de forma diferente em comparação com outras ofertas igualmente em conta, em Itália.

Contudo, todas as outras cidades que vendem casas por um euro exigem uma caução de cinco mil euros, que o comprador perde caso não renove e contrato num prazo de três anos. Em Cinquefrondi é apenas solicitada uma taxa anual de seguro de apólice, no valor de 250 euros até que as obras sejam concluídas.

Os novos proprietários

Igualmente, os novos proprietários são também sujeitos ao pagamento de uma multa de 20 mil euros, no caso «improvável» de as obras não serem concluídas em três anos.

«Estamos apenas a pedir algum tipo de garantia, para que o novo comprador se comprometa com o projecto. A taxa da apólice é muito baixa e o custo das obras variam entre os 10 mil e os 20 mil euros, dado que as habitações são acolhedoras e pequenas», afirma Conia.

Entretanto, as casas disponíveis no valor de um euro têm aproximadamente 40 a 50 metros quadrados, um tamanho que reduz o tempo de renovação. Estão localizadas na parte histórica de Cinquefrondi, algumas até têm uma pequena varanda com vista para a vila.

Cidade italiana “livre de pandemia” vende casas por um euro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui