Cidade Mongólia no Interior da China alerta para suspeita de peste negra ou como é conhecida também, peste bubonica.

As autoridades de saúde emitem alertas proibindo a caça e o consumo de animais que possam transmitir doenças causadas por bactérias mortais.

As autoridades de uma cidade da região chinesa da Mongólia Interior emitiram um alerta depois que um hospital relatou um caso de suspeita de peste bubônica – uma das doenças mais mortais da história.

O comitê de saúde da cidade de Bayan Nur emitiu o alerta de terceiro nível no domingo, o segundo mais baixo de um sistema de quatro níveis.

O alerta proíbe a caça e o consumo de animais que possam causar peste e pede ao público que relate quaisquer casos suspeitos de peste ou febre sem causas claras e que denuncie qualquer marmota doente ou morta.

O alerta de domingo segue quatro casos relatados de peste em pessoas da Mongólia Interior em Novembro passado, incluindo dois de peste pneumónica, uma variante mais perigosa da doença. Pelo menos dois dos casos foram diagnosticados na capital, Pequim.

A peste bubônica, conhecida como “Peste Negra” na Idade Média, vem da bactéria Yersinia pestis e é uma doença altamente infecciosa e frequentemente fatal, disseminada principalmente por roedores por pulgas.

Matou entre 75 e 200 milhões de pessoas no século 14, e pelo menos 30 a 50 milhões entre o ano 541 e 549.

Segundo o site da OMS, a peste pneumónica baseada no pulmão é extremamente contagiosa e “pode ​​desencadear epidemias graves através do contacto pessoa a pessoa através de gotículas no ar”.

Os sintomas incluem febre, calafrios, vômitos e náusea.

A praga pode ser fatal em até 90% das pessoas infectadas se não tratadas, principalmente com vários tipos de antibióticos.

Casos de peste não são incomuns na China, mas surtos se tornam cada vez mais raros. De 2009 a 2018, a China registou 26 casos e 11 mortes.

Em 2014, um homem morreu de peste na província de Gansu, no noroeste, provocando a quarentena de 151 pessoas.

Cidade Mongólia no Interior da China alerta para suspeita de peste negra

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here