Aluna da Escola Portuguesa de Luanda testa positivo e as aulas são suspensas.

Em comunicado feito pela Escola Portuguesa de Luanda Centro de Ensino e Língua Portuguesa, nota-se a suspensão das aulas pela fraca aderencia dos alunos e também por uma das alunas testar positivo para o COVID-19.

Como é do conhecimento de todos, no dia 12 de outubro, em observação do disposto na legislação tanto portuguesa como angolana, a Escola Portuguesa de Luanda deu início à implementação faseada do Regime Misto com as atividades letivas do Ensino Secundário.

Durante esta primeira semana, verificou-se que um elevado número de alunos não compareceu às aulas presenciais, incluindo a momentos formais de avaliação, revelando insegurança por parte expressiva dos pais quanto ao regresso dos seus educandos à escola, apesar de todas as medidas de segurança e prevenção adotadas. Por outro lado, a evolução da situação epidemiológica., com o progressivo aumento diário de casos de Covid-19 registados no país, bem como a debilidade de resposta em termos de assistência médica levam a escola a reconsiderar o momento de retorno ao Regime Presencial.

A estas circunstâncias, acresce a tomada de conhecimento de um caso positivo de Covid-19 ocorrido com uma aluna da escola, reforçando os argumentos e receios já mencionados. Face ao anteriormente exposto, embora lamentando o impacto desta medida em termos pedagógicos, os órgãos de gestão da escola, o Conselho Pedagógico, a Direção Pedagógica e a CPEA, com a anuência da Associação de Pais, decidiram a suspensão do Regime Misto e, consequentemente, o regresso ao Regime Não Presencial, a partir de 19 de outubro, para os vários níveis de ensino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui